pixel facebook

Blog de Marketing Digital da WE3

Acompanhe as novidades de marketing digital, gestão de redes sociais e mídias digitais em nosso blog. Confira nossas últimas postagens.

Assine nossa newsletter e receba nossas atualizações em sua caixa de e-mail.

A pandemia de Covid-19 exige novas estratégias. Vivemos um clima de instabilidade, o que tem gerado mudanças drásticas em hábitos pertencentes a diferentes partes de nossas vidas. Dessas, as duas mais afetadas certamente são saúde e trabalho. Estratégias de marketing resiliente à Covid-19 Além dos riscos trazidos pela disseminação do vírus, a incerteza e a necessidade de isolamento social frearam a economia ao redor do mundo. Isso tornou esta fase muito delicada para as finanças da maioria das pessoas. Consequentemente, o comportamento do consumidor não é mais o mesmo que o de há seis meses atrás. Isso obriga empresas e marcas a reverem suas estratégias de marketing para a pandemia de Covid-19. Esta é a hora de planejar e tomar algumas ações. Ainda é tudo muito novo e incerto, por isso, fazer previsões definitivas agora seria equivocado. Mas, com base no que temos vivido, podemos delinear as bases de novas estratégias para empresas ou marcas que as tornem capazes de se adequar a um novo cenário e a um novo comportamento do consumidor, que ainda deve perdurar. Afinal, uma estratégia de marketing também pode ser resiliente e se adaptar às adversidades, com o intuito de tirar os melhores resultados possíveis da situação. Entender as...

Ficar em casa por conta da Covid-19 transformou o comportamento do consumidor. Este momento de quarentena não é algo definido, assim como o que virá depois. Dessa forma, vivemos uma fase de grandes incertezas, já que não sabemos o que acontecerá amanhã. Nestas condições, a capacidade de adaptação torna-se nosso maior trunfo. E esse lema serve também para o marketing das empresas e marcas. O consumidor e sua nova fase Vamos partir de uma visão mais ampla sobre o que, em geral, acontece com o comportamento das pessoas em isolamento social. Com a diminuição das atividades fora de casa, o tempo que era escasso se tornou mais fluido. Passamos mais tempo sozinhos, com nossa família ou dentro de nossas cabeças. Isso dá margem para sentimentos como o tédio, a ansiedade e a incerteza inerente ao momento. Por isso, sentimos necessidade de buscar mais formas de nos mantermos ocupados. Pelos dados de pesquisas Google durante a pandemia, podemos dizer que temos tentado nos adaptar à situação por meio de informações sobre: - A Covid-19 e suas implicações à saúde e ao dia a dia. - Mudanças no trabalho e na economia. - Bem-estar e conexões com a comunidade. - Segurança financeira e renda extra. - Aprendizado e cursos online. -...

Por que tipos diferentes de conteúdo são necessários para cada uma das três etapas do funil de vendas? Você com certeza já ouviu falar no funil de vendas. Ele é uma metáfora para a jornada de compra do usuário até se tornar um lead, um comprador ou um cliente fiel. A partir do modelo de um funil, com topo largo e fundo pequeno, observamos que, para a entrada de uma grande quantidade de contatos, poucos realmente irão fechar negócio. Isso significa que a atratividade de usuários sempre é maior do que o número de conversões. E justamente por isso é preciso adequar a sua estratégia de conteúdo, segmentando-a em materiais pertinentes para cada uma das três etapas do funil e para a fase posterior. A mentalidade do consumidor varia se estiver no topo, meio, fundo ou se já houver realizado uma primeira compra. Por isso, a informação transmitida precisa se adequar a comportamentos específicos. Por exemplo, não adianta fornecer estímulos de compra e informações refinadas sobre seu produto ou serviço para usuários que estão no topo do funil. Como nessa fase eles ainda possuem pouco conhecimento e certezas, são necessários conteúdos mais amplos, que deem uma ideia geral do que está sendo ofertado...