pixel facebook

Estratégia Digital

O conceito de micro-momentos surgiu há cerca de 5 anos e foi criado pelo Google. Diz respeito aos momentos de formação da escolha e decisão do consumidor que ocorrem durante a jornada de compra, com ênfase no ambiente digital. Micro-Momentos e smartphones Na prática, os micro-momentos seriam aquelas ocasiões em que o consumidor dá uma pausa em seus afazeres para pesquisar por coisas de seu interesse. Coisas que possam sanar necessidades ou resolver problemas. Logo após experenciar um micro-momento, a pessoa retorna para as tarefas do dia a dia. Assim, esses instantes valiosos podem acontecer via computador, porém, são mais comuns por meio de dispositivos móveis. Cerca de 94% dos usuários de smartphones pesquisam informações em seus aparelhos quando estão no meio de outras atividades. Nesse contexto, é importante salientar que a massificação dos dispositivos móveis mudou muito o comportamento dos consumidores. Isso fez com que o tempo de navegação diário aumentasse. Atualmente, 92% dos brasileiros possuem smartphones e 75% recorrem primeiramente a eles quando surge uma nova necessidade de pesquisa e conhecimento. A seguir, vamos conhecer as 5 categorias de micro-momentos, cada uma delas representa oportunidades diferentes e interessantes para cada tipo de negócio. Micro-Momento 1: Eu quero saber Esta primeira categoria é quando o usuário...

Fez uma pesquisa Google e clicou nos primeiros resultados? Por que? Porque eles possuem maior credibilidade. Toda empresa deseja estar entre os primeiros resultados numa pesquisa relacionada ao seu mercado. E para que isso seja conquistado, é necessária uma boa estratégia de marketing digital. Alguns números sobre o Google Atualmente, não se pode desprezar a forte presença do Google na vida de quase toda população. Por isso mesmo, ele também é um dos principais meios para uma empresa ser vista, procurada, lembrada. E existem formas de potencializar essa visibilidade, alcançando os primeiros resultados. Essas variáveis são trabalhadas numa boa estratégia de marketing digital. Estima-se que sejam realizadas 5,5 bilhões de buscas diárias no Google, algo em torno de 63 mil buscas por segundo. Dessa forma, temos essa quantidade enorme de pesquisas e outra quantidade enorme de possibilidades para os resultados. O próprio Google possui mecanismos para oferecer buscas mais assertivas, de acordo com o perfil dos usuários, filtrando por região, por exemplo. Porém, apenas esses mecanismos não são suficientes para a uma boa visibilidade ou para gerar leads. É preciso se diferenciar no meio de tantas possibilidades e concorrentes. Atualmente, isso requer a aplicação de ferramentas específicas que otimizam seu site nas buscas do...

O consumidor brasileiro tornou-se um adepto do e-commerce. Atualmente, nosso país lidera o ranking da América Latina nesse setor. Contudo, ainda existem muitas oportunidades de crescimento, poque a fatia de vendas online da região corresponde a apenas 2,7% do total global. Segundo pesquisa da Nielsen Brasil, a venda online de bens não-duráveis foi o principal responsável pelo crescimento desse mercado em 2019. Para se ter uma ideia, pedidos do segmento de alimentos e bebidas cresceram 82% e os de pet shop 144%. De qualquer forma, independente do segmento, investir num e-commerce tornou-se algo próximo do indispensável para empresas ou marcas que vendam produtos. Comportamento do brasileiro adepto a e-commerce Houve uma mudança clara no comportamento desse consumidor. Se compararmos com o início dos anos 2000, quando o mercado de e-commerce ainda engatinhava, o que incentivava a compra online era a possibilidade de receber o produto em casa. E, a partir de 2010, o fator determinante tornou-se o melhor preço. Contudo, há um ou dois anos, o que mais tem motivado os usuários a comprar em e-commerce são os sites de busca e as redes sociais. Assim, sabemos que o público está mais conectado e ativo, especialmente por meio de smartfones. Tanto que existe uma nova...

"Como faço para gerar mais tráfego para meu site?" Essa com certeza é a pergunta que mais ouvimos aqui na WE3 Online. Para garantir bons resultados é importante ter um esforço diário e contínuo de análises, investimento em ferramentas e criação de bons conteúdos. Vamos explicar com mais detalhes. Como gerar mais tráfego? Um site sem tráfego não gera visitas, leads e oportunidades, seja de vendas ou de relacionamentos. E ninguém quer isso, não é mesmo? Por isso, hoje vamos falar exclusivamente de estratégias gratuitas que você já pode aplicar no seu site e blog. O que é tráfego orgânico? O tráfego orgânico são todos os acessos vindos através de pesquisas realizadas pelos sites de busca (Google, Bing) de forma 100% gratuita. Para que o tráfego orgânico dê resultados, você precisa produzir conteúdo de qualidade, originais e que surpreendam positivamente seu público-alvo. Invista em entrevistas, vídeos, infográficos e artes que possam ser facilmente compartilhados em outros canais de comunicação, tais como redes sociais e e-mail marketing. O que você quer contar para as pessoas? Como você quer ser encontrado? O que sua empresa faz? Tem alguma novidade? Assim, é importante definir as palavras-chave que melhor traduzem o seu negócio. Por isso, utilize ferramentas como o...

Muitas pessoas recorrem ao Google questionando o que são personas. Personas são uma representação fictícia do cliente ideal de determinada empresa, baseada em dados reais sobre comportamento — que abrangem histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações —, assim como características demográficas dos clientes. Pode-se dizer que buyer persona é um conceito estendido de público-alvo, criado por Alan Cooper, com o intuito de otimizar, segmentar e definir o público-alvo da empresa, guiando a criação de conteúdo e o marketing digital. Definindo sua persona Uma boa construção de persona se baseia na investigação do público-alvo da empresa. Já em uma rápida análise é possível identificar aspectos comuns entre os seus potenciais compradores. Contudo, o ideal é que exista uma base de clientes. Essa base para ser usada como fonte para a investigação e construção da persona. Mesmo que existam perfis diferentes de clientes que consumiram o seu produto, algumas características comuns devem ser recorrentes e podem ser usadas para exemplificar sua persona. Também é importante focar em clientes satisfeitos e insatisfeitos na hora de analisar sua base, pois, em ambos os casos, há a chance de aprender mais sobre a percepção do seu produto ou serviço e quais os desafios que seus clientes estão enfrentando. Qual...

Até alguns anos atrás, o profissional de marketing tinha à sua disposição uma quantidade limitada de canais para relacionar-se com o público, com a ideia da comunicação de massa que tinha como objetivo alcançar o máximo de pessoas com uma única mensagem. Nesse contexto, o antigo modelo do funil de vendas era controlado pelo time comercial de uma empresa e a área de marketing cuidava somente do topo do funil. Mas sabemos que atualmente o cenário é outro. Com a expansão do marketing digital e o surgimento de novas metodologias como Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo, o marketing adquiriu novas frentes de atuação, tornando-se possível direcionar ações para públicos cada vez mais específicos e atingindo-os em momentos em que a mensagem será mais eficiente. Assim, o antigo funil de vendas passou a se chamar funil de marketing por muitos estudiosos e profissionais do ramo. A seguir, explicaremos o que é o funil de marketing, quais são suas ramificações e como ele funciona como estratégia. Definindo o funil de marketing O funil de marketing é um conceito que representa o percurso da audiência do primeiro contato com a sua empresa até a compra. Em alguns casos, também contempla a interação no pós-venda. Esse modelo...

Canais de marketing digital são os caminhos utilizados em uma estratégia para buscar determinado objetivo. Primeiramente, é importante entender como funciona uma estratégia para entender como usar os canais. Objetivo do Marketing Digital Imagine que seu objetivo seja aumentar as vendas de seu e-commerce. Você deve então traçar suas metas e definir seus KPI's. Defini-se então que é preciso aumentar as visitas em 50%. A partir disso, o que fazer? Você deve traçar ações de nível tático para buscar esses visitantes adicionais. Canais de Marketing Digital no Google Analytics O relatório de aquisição do Google Analytics traz alguns exemplos de canais. Já falamos disso aqui. A seguir: Direct  - ou Tráfego Direto Organic Search - Tráfego Orgânico Social - Tráfego vindo das redes sociais, como Facebook e Instagram E-mail - Tráfego gerado por ações de e-mail Marketing Referral  - Tráfego gerado a partir de links em outros sites, ou de referência Paid Search  - Vindo de links patrocinado Other - Outros canais Ainda há outros canais, como Rede de Afiliados. Mas são menos frequentes para a maioria dos usuários. Essa lista de canais do Google Analytics pode servir como base para sua estratégia, pois agrupa os caminhos em grandes grupos. Mas voltando ao exemplo prático,...

Certamente você já deve ter parado para pensar: como estou me saindo em relação à concorrência? Esse é um questionamento muito comum e que deve ser feito continuamente para promover novos aprendizados e identificar possíveis melhorias. Assim, não importa o tamanho da sua empresa. Fazer uma análise aprofundada sobre as melhores práticas do mercado é fundamental para melhorar seus resultados. É aí que entra o benchmarking, bastante usado por equipes de comunicação e marketing de grandes empresas no diagnóstico preliminar ao realizar um planejamento de Marketing. Nada mais é do que escolher e analisar ações eficazes de empresas que sirvam de padrão comparativo para sua própria empresa ou concorrentes, com o objetivo de encontrar iniciativas que possam melhorar a visibilidade e posicionamento da sua marca. Aprenda com os erros e acertos dos outros Sabe aquele ditado que diz: “A grama do vizinho é sempre mais verde?” Certamente podemos responder: tudo depende do seu ponto de vista, das suas necessidades e expectativas. Nem tudo que a concorrência faz é bom para o seu negócio. O benchmarking é uma ferramenta eficiente para promover insights e oferecer a possibilidade de corrigir o que não está funcionando. O mais importante é usar os dados obtidos no monitoramento,...

Você já se perguntou porque usar o Linkedin para sua empresa? Primeiramente, sua empresa já possui uma Company Page no LinkedIn? Essa é a maior rede profissional do mundo, com mais de 562 milhões de usuários em 200 países e territórios. No Brasil, o número de usuários já ultrapassou os 40 milhões, o que representa uma grande oportunidade de gerar valores. Por isso, torna-se crucial obter dados importantes sobre seu público-alvo, criar proximidade. Certamente também para divulgar sua empresa, seus produtos e vagas de emprego. Ao seguir uma empresa no LinkedIn, o usuário pode visualizar suas atualizações diretamente no feed de notícias da sua página inicial. Como você usa o LinkedIn? Cuidado para não confundir o propósito do LinkedIn com outras redes sociais, como o Facebook e Instagram, que são focadas em entretenimento. O foco do LinkedIn é negócio, ou seja, compartilhar experiências profissionais, encontrar leads, divulgar sua empresa e conectar-se com outros profissionais. Seu público deve ser educado para entender que sua empresa tem diferenciais e é referência de credibilidade no mercado. Por isso, é possível gerar maior engajamento e intensificar o fluxo de negócios. E como fazer isso? Através de um perfil completo, atualizado e de conteúdos relevantes. Publicações e reconhecimento...

Para uma boa estratégia de palavras-chave, os profissionais de marketing certamente precisam estar sempre antenados com as últimas novidades do mercado para alcançar resultados cada vez melhores em um cenário tão competitivo. Assim, quando o assunto é marketing digital e SEO, algumas das maiores mudanças estão na forma como as pessoas buscam e interagem com os conteúdos e em como o buscador lê e seleciona esses conteúdos. É aí que entra o diferencial de saber trabalhar com palavras-chave. Criar uma estratégia de palavras-chave é uma ótima maneira de organizar suas atividades de marketing de pesquisa. Certamente ela inclui palavras-chave de foco e palavras-chave de cauda longa relacionadas aos clusters (grupos), incluindo também um plano de conteúdo e ações para atingir esses objetivos. Entenda seu público-alvo A primeira coisa - e talvez a mais importante - é entender seu público-alvo. Que frases e terminologias as pessoas estão usando? Para isso, você precisa conversar com seu público, pesquisar por hashtags e termos relacionados ao seu negócio. Assim, o próximo passo é escolher uma ferramenta para acompanhar seu site e rastrear as palavras-chave ao longo do tempo. Analise e acompanhe os resultados Comece a adicionar palavras-chave para acompanhar e analisar os resultados - cerca de 50 a 100...