pixel facebook

Cenário do e-commerce brasileiro para 2020

Cenário do e-commerce brasileiro para 2020

Cenário do e-commerce brasileiro para 2020

O consumidor brasileiro tornou-se um adepto do e-commerce. Atualmente, nosso país lidera o ranking da América Latina nesse setor. Contudo, ainda existem muitas oportunidades de crescimento, poque a fatia de vendas online da região corresponde a apenas 2,7% do total global.

Segundo pesquisa da Nielsen Brasil, a venda online de bens não-duráveis foi o principal responsável pelo crescimento desse mercado em 2019. Para se ter uma ideia, pedidos do segmento de alimentos e bebidas cresceram 82% e os de pet shop 144%. De qualquer forma, independente do segmento, investir num e-commerce tornou-se algo próximo do indispensável para empresas ou marcas que vendam produtos.

Comportamento do brasileiro adepto a e-commerce

Houve uma mudança clara no comportamento desse consumidor. Se compararmos com o início dos anos 2000, quando o mercado de e-commerce ainda engatinhava, o que incentivava a compra online era a possibilidade de receber o produto em casa. E, a partir de 2010, o fator determinante tornou-se o melhor preço.

Contudo, há um ou dois anos, o que mais tem motivado os usuários a comprar em e-commerce são os sites de busca e as redes sociais. Assim, sabemos que o público está mais conectado e ativo, especialmente por meio de smartfones.

Tanto que existe uma nova nomenclatura: m-commerce, ou seja, o aplicativo de e-commerce para dispositivos móveis. E o desenvolvimento desses aplicativos de vendas é uma das principais tendências do varejo para 2020.

E-commerce brasileiro e redes sociais

As redes sociais têm se tornado grandes conversores de vendas online. De acordo com outra pesquisa realizada pela Nielsen Brasil, na hora do consumidor escolher um e-commerce, elas perdem apenas para os sites de busca. O Facebook corresponde a 53% das motivações, o Instagram a 32%, enquanto o WhatsApp influi em 2% dos casos. Já o índice geral de satisfação com as compras estimuladas por redes sociais é de 82%.

Para obter sucesso no e-commerce com ajuda dessas redes, é preciso de uma estratégia bem definida. Isso porque o público que compra online está cada vez mais ciente de suas muitas opções de escolha e, também, mais negociador. Nesse contexto, fidelizar um cliente se tornou mais difícil. Mas utilizar esses canais de marketing digital é um dos caminhos mais efetivos para isso.

WE3 Online

Oferecemos soluções personalizadas para o desenvolvimento de seu e-commerce e m-commerce.

Criamos a melhor experiência online de compra para o seu público.

Também elaboramos a estratégia de marketing digital ideal para otimizar suas vendas através de redes sociais e outros canais.

Conheça mais sobre a WE3 Online e a nossa visão!