pixel facebook

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

As incertezas geradas pela pandemia de Covid-19 exigem estratégias. Por isso, devemos nos perguntar sobre o que vem depois. Neste texto, apresentamos 3 horizontes possíveis para que empresas e marcas possam delinear suas ações. Eles são resultado de pesquisas e projeções da Nielsen. Suas hipóteses partiram de dados sobre o comportamento do consumidor europeu e foram aplicadas nos mercados da China e Coreia do Sul. Isso porque esses países estão mais avançados no cronograma da pandemia, saíram há algum tempo do isolamento e já vivem o chamado “novo normal”.

O novo comportamento do consumidor é a chave para projetar horizontes

Justamente com o intuito de projetar horizontes, muitos analistas acabam estabelecendo comparações do momento atual com as consequências da crise financeira de 2008. Porém, as duas situações são muito diferentes. Em 2008, não havia milhares de pessoas morrendo diariamente, milhões trancadas em casa indefinidamente e negócios não eram obrigados a fechar suas portas.

Por isso, a pesquisa ressalta que o novo comportamento do consumidor é a chave para projetar o que acontecerá com os mercados depois da pandemia de Covid-19. Agora, o mundo está sendo recalibrado e os hábitos de consumo estão acompanhando esse ritmo acelerado de mudanças. Transformações que, em condições normais, levariam anos para acontecer, agora acontecem em questão de meses. Entender esses novos contextos e cenários é essencial para que empresas e marcas saibam o que planejar e priorizar no momento atual e num futuro próximo.

Vejamos a seguir quais são esses 3 horizontes possíveis, com base em dados sobre o novo comportamento do consumidor. Como agirá esse agente fundamental do mercado acabará definindo as novas estratégias para empresas e marcas.

1 Depois da Covid-19: Recuperação

Representa um retorno mais próximo a condições normais de vida, por volta do terceiro trimestre de 2020.

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

2 Depois da Covid-19: Reinício

Representa um cenário meio-termo, com quarentena estendida e retorno à vida normal no quarto trimestre de 2020.

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

3 Depois da Covid-19: Reinvenção

Representa uma visão sobre o que aconteceria após uma quarentena prolongada, que terminaria apenas em algum momento do primeiro semestre de 2021.

Depois da pandemia da Covid-19: 3 horizontes possíveis

A cesta de compras do consumidor mudará com cada um desses cenários. Tipos de produtos, marcas, tamanho das embalagens e outros aspectos serão escolhidos para se ajudá-lo a se ajustar melhor às circunstâncias econômicas. E isso sempre ligado à necessidade de priorizar saúde e segurança.

Nesse contexto, podemos destacar dois tipos principais de consumidor:

  • Aqueles com níveis isolados de gastos, que mantiveram seus trabalhos e estão mais protegidos dos impactos econômicos da pandemia.
  • Aqueles que tiveram gastos restringidos, porque perderam seus empregos em decorrência das consequências da pandemia.

Essa forma de gastar mais polarizada deve conduzir varejistas a pensar uma nova dinâmica de preços para seus produtos. Assim, poderão se adequar ao novo comportamento do consumidor resultante de condições econômicas impostas de forma quase abruta. Por isso, é também de maneira rápida que empresas e marcas devem realizar novas estratégias. E isso passa pelo marketing.