pixel facebook

É fácil criar um briefing. Confira algumas dicas!

É fácil criar um briefing. Confira algumas dicas!

É fácil criar um briefing. Confira algumas dicas!

Um bom planejamento de Marketing começa após o briefing. A palavra em inglês significa dar informações. Ou também, dar instruções objetivas sobre determinado assunto, com o objetivo de ajudar no desenvolvimento de um trabalho. Assim, é através dessa conversa com o cliente que coletamos informações essenciais sobre seu público-alvo, proposta de valor e desafios. E principalmente, oportunidades para aumentar as vendas. O briefing servirá de embasamento para a realização de todos os trabalhos de criação, estratégias, campanhas digitais e tomadas de decisão.

Gerando oportunidades de negócio

O primeiro segredo para o sucesso de um briefing é que ele seja feito pessoalmente ou através de videoconferência. Pode parecer bobagem, mas esses tipos de reuniões são muito mais produtivas. Além disso, transmitem o valor de profissionalismo e confiabilidade, essenciais para uma parceria de sucesso. Entre uma pergunta e outra podem surgir ótimas ideias de negócio e oportunidades para melhorar processos.

Tudo começa pelo briefing

Você precisa saber quais são as expectativas do cliente para direcionar suas ações. Igualmente, evitar que os envolvidos no processo fiquem perdidos no meio do caminho e acabem desperdiçando tempo com atividades desnecessárias. Reunimos abaixo um roteiro para você construir seu próprio briefing, estar preparado durante a reunião e ajudar a aumentar a produtividade da sua equipe:

  • Empresa: entenda a história da empresa, sua atual situação no mercado, seu posicionamento de marca, cases de sucesso, valores e políticas internas e externas;
  • Produtos ou serviços: conheça sobre seus principais produtos ou serviços, como são produzidos e vendidos, expectativas de crescimento e diferenciais;
  • Público-alvo: idade, profissão, classe social, escolaridade, localização e hábitos de consumo;
  • Concorrência: quais são os concorrentes diretos e indiretos, qual a política de preço, o que eles fazem ou fizeram que tenha sido considerado um diferencial competitivo e o que não fazer;
  • Objetivos: aumentar visibilidade, engajamento ou vendas, estreitar relacionamento com clientes, lançar produtos ou reforçar o posicionamento da marca;
  • Investimento: qual valor será disponibilizado para cada canal digital;
  • Prazo: defina um prazo para a entrega de cada etapa do projeto ou um prazo para conquistar o objetivo principal do negócio.

Quanto mais detalhes você conseguir, maiores serão as chances de entregar exatamente o que foi solicitado e, principalmente, alcançar os objetivos planejados. Questione as posições do cliente, seja participativo, analise e dê sugestões. Coloque em prática e comece a colher bons resultados.

Quer saber mais sobre Marketing Digital?  Acompanhe as novidades em nosso blog.

Leia também: Veja as previsões que fizemos para 2019 e as que fizemos para 2017 e 2019.