pixel facebook

Guia de Planejamento de Marketing Digital

Guia de Planejamento de Marketing Digital

Guia de Planejamento de Marketing Digital

Neste post, vamos propor um Guia de Planejamento de Marketing Digital para facilitar o trabalho para gestores de marketing. Já falamos sobre planejamento de marketing digital em nosso blog. Mas pela importância e abrangência desse assunto, provavelmente ainda voltaremos a ele muitas outras vezes. Por isso, neste post, faremos um passo a passo de como montar seu planejamento de marketing digital.

Passo 01: Onde você está e aonde quer chegar?

Primeiramente, a principal pergunta que se deve fazer em qualquer planejamento é essa: aonde você quer chegar? Para isso, você precisa responder uma outra pergunta primeiro: onde você está agora? Algumas pergunta simples podem lhe ajudar a traçar um diagnóstico atual da posição da sua empresa no mundo virtual.
Algumas perguntas podem lhe ajudar nesse processo. Por exemplo:

  • Quantas visitas seu site recebe mensalmente?
  • Quantos contatos comerciais vem pelo seu site?
  • Por qual meio os visitantes chegam ao seu site?
  • Seu site está atualizado para dispositivos mobile?
  • Sua página do facebook é atualizada com frequência?
  • Há interações do público com seu negócio nas redes sociais?
  • Seu site aparece nas buscas do Google?

Algumas outras perguntas podem lhe ajudar a entender como você está em relação aos seus concorrentes.

  • Seus concorrentes estão fazendo anúncios patrocinados?
  • Em quais redes seus concorrentes estão presentes?

Para mais informações sobre seus concorrentes, veja o post que fizemos sobre Benchmarking.

Passo 02 – Escolha suas frentes de batalha

Depois de traçar um diagnóstico atual da sua empresa, o próximo passo é escolher os canais que sua empresa deve atuar. Ou, para efeitos dramáticos, as suas batalhas.

Como escolher os canais digitais para seu negócio?

A grosso modo, temos alguns canais bem conhecidos para ações de marketing digital nas redes sociais. Nas redes sociais, temos Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter, Pinterest e é claro, o Youtube. Mas alguns segmentos tem redes sociais bem segmentadas, como o Strava, para atletas profissionais e amadores e o Skoob, para amantes da literatura.

Cada rede social tem suas métricas específicas e resultados melhores para cada segmento. Por exemplo, o Linkedin conhecidamente tem resultados melhores para ações de marketing B2B. Mas isso não impede de que ações de venda para consumidor final seja bem sucedida lá.

Também é importante entender que as redes sociais também tem suas derivações. Por exemplo, o Instagram tem o Stories e o IGTV. O Facebook tem o Facebook Messenger e também tem uma ferramenta de stories. Essas redes que citamos acima são gratuitas e podem gerar tráfego orgânico para seu site. Só é preciso dedicação para criar conteúdo para elas.

Passo 03: é preciso investir em mídia

Primeiramente, é importante entender que mídia online é a coluna dorsal por trás de uma campanha de sucesso. O “conteúdo é rei” – sempre vemos isso em todas as palestras e livros sobre marketing digital. E isso é verdade. Porém, para trazer resultados a curto prazo para seu negócio é importantíssimo ter uma campanha bem estruturada de mídia.

Quer um exemplo? a Rock Content é uma maiores e mais conhecidas empresas brasileiras de geração de conteúdo. Em seu site, você encontra chamadas como “Não fazemos conteúdo para manter seus canais atualizados. Fazemos conteúdo para aumentar o seu faturamento” ou então “Usando as mesmas técnicas de Marketing de Conteúdo que vendemos aos nossos clientes, triplicamos de tamanho nos últimos 2 anos!”. Mas utilizando algumas ferramentas de benchmarking, tal como o Semrush, encontramos 373 anúncios no Google Ads.

Consulta SEMRUSH

Novamente, é importante confirmar: o conteúdo é rei. E você pode obter ótimos resultados sem investir um centavo em mídia, principalmente se houver boas estratégias de storytelling. O que nós sugerimos para nossos clientes é sempre seguir os dois caminhos: ótimos conteúdos com uma estratégia forte e concisa de investimento em mídia. Por isso, vale dizer, a própria Rock Content em várias publicações defende o uso de investimento em mídia.

Além do Google Ads e Facebook Ads, é possível também fazer anúncios no Linkedin e Instagram. Este último, pela ferramenta Business do Facebook. O Linkedin oferece algumas soluções pagas interessantes, tal como o Linkedin Sales Navigator. Mas isso vamos falar em outro post.

Passo 04: Escolha suas Métricas

Escolhido os canais, o próximo passo é traçar suas metas e métricas para cada um deles.

Alguns exemplos:

  • Se nos últimos doze meses o site da sua empresa obteve 1.000 visitas através da busca orgânica, você pode estabelecer que a meta para os próximos 12 meses é de 2.000 visitas.
  • Se sua fanpage hoje tem 5.000 fãs, você pode estabelecer que deseja terminar o ano com 10.000 fãs. E assim por diante.
  • Se sua base de e-mails hoje tem 1.000 contatos, você você estabelecer uma meta de 2.000 ao final de 12 meses.

Assim, uma tabela com duas colunas escrito “Cenário Atual” e outra “Meta para 12 meses” já vai ser um excelente guia. Por isso, trabalhar com planilhas vai ser bem importante.

Há outros canais interessantes para se mensurar e traçar metas, tal qual os acessos orgânicos pelos mecanismos de busca – a estratégia de SEO por trás disso – o e-mail marketing e a comunicação da empresa através do Whatsapp.

Passo 04: Mãos à obra

Depois disso, é traçar o caminho do ponto A ao ponto B. O que fazer para dobrar os acessos orgânicos ao seu site? Um blog com postagens semanais é um caminho indicado.
Como aumentar os fãs no Facebook? Um caminho é o investimento em uma campanha de aquisição de fãs. Por isso, além de ter certeza que o conteúdo da fanpage é relevante, para que o público se interesse por curtir sua página por puro interesse.
Como aumentar sua base de contatos? O primeiro caminho óbvio é garantir que o seu site tenha campos de captura de e-mail. Por isso, uma estratégia de inbound marketing e SEO também trará ótimos resultados.

O que achou do Guia Planejamento de Marketing Digital?

Esse foi nosso Guia de Planejamento de Marketing Digital. Provavelmente ainda vamos fazer outros, mais detalhados. Planejamento é algo que deve-se fazer uma vez, mas atualizar constantemente.

Continue acompanhando nosso blog para mais novidades.