pixel facebook

O comportamento do consumidor durante a pandemia de Covid-19

O comportamento do consumidor durante a pandemia de Covid-19

O comportamento do consumidor durante a pandemia de Covid-19

Ficar em casa por conta da Covid-19 transformou o comportamento do consumidor. Este momento de quarentena não é algo definido, assim como o que virá depois. Dessa forma, vivemos uma fase de grandes incertezas, já que não sabemos o que acontecerá amanhã. Nestas condições, a capacidade de adaptação torna-se nosso maior trunfo. E esse lema serve também para o marketing das empresas e marcas.

O consumidor e sua nova fase

Vamos partir de uma visão mais ampla sobre o que, em geral, acontece com o comportamento das pessoas em isolamento social. Com a diminuição das atividades fora de casa, o tempo que era escasso se tornou mais fluido. Passamos mais tempo sozinhos, com nossa família ou dentro de nossas cabeças. Isso dá margem para sentimentos como o tédio, a ansiedade e a incerteza inerente ao momento. Por isso, sentimos necessidade de buscar mais formas de nos mantermos ocupados.

Pelos dados de pesquisas Google durante a pandemia, podemos dizer que temos tentado nos adaptar à situação por meio de informações sobre:

– A Covid-19 e suas implicações à saúde e ao dia a dia.

– Mudanças no trabalho e na economia.

– Bem-estar e conexões com a comunidade.

– Segurança financeira e renda extra.

– Aprendizado e cursos online.

– Formas de utilizar o tempo.

A análise dessas tendências de buscas demonstrou que estamos nos adaptando ao isolamento social. Também, nossos comportamentos estão se tornando mais uniformes. Assim, já é possível esquadrinhar as grandes mudanças que a situação trouxe para os hábitos, interesses e escolhas dos consumidores. Com foco especial no comportamento de compra.

Covid-19: consumidor busca segurança financeira

Para falarmos sobre o novo comportamento de compra do consumidor, precisamos partir de uma de suas prioridades no momento. É a segurança financeira. Diante das incertezas e impactos trazidos pela pandemia, a maneira como se gasta, economiza e se relaciona com o dinheiro foi revista. Dados de pesquisas Google demonstram que termos como auxílio-desemprego, solicitação de empréstimo ou pagamento a prazo tiveram crescimento ao redor do mundo durante este período que estamos vivendo.

Não é para menos que os consumidores estejam contendo seus gastos não obrigatórios. Agora o foco está nas necessidades materiais e mentais mais imediatas. Por isso, os hábitos de consumo estão mudando drasticamente. E como o cenário ainda é incerto, esse comportamento de contenção de gastos tende a perdurar. Daqui para frente, empresas e marcas precisam ter em mente que o consumo se baseará, em grande medida, nas necessidades diárias das pessoas e suas famílias em casa.

Covid-19: o novo comportamento de compra do consumidor

Como dito, podemos delinear o novo comportamento do consumidor em 2 tendências de ação: contenção de gastos e foco nas necessidades imediatas. Os consumidores ou já sofreram redução em sua renda ou anteveem essa possibilidade. Assim, eles agem motivados pela necessidade de diminuir seus gastos. Ou de diminuir seus gastos para poupar mais para o futuro.

A maioria deixou de comprar roupas, acessórios e produtos de luxo. A ideia é gastar com aquilo que se precisa agora. Como as mudanças do ciclo da pandemia são rápidas e não se sabe ao certo quando a economia voltará ao normal, a regra é viver um dia de cada vez, mas com uma reserva para o futuro.

Com o risco do vírus e o fechamento do comércio, obviamente aumentaram as vendas online, mesmo para itens essenciais como alimentos. O consumidor se vê restrito a um pequeno espaço de circulação, que contempla sua vizinhança imediata. Por isso, dá preferência a compras em sua região que possam ser realizadas evitando maiores riscos de contágio.

Covid-19: demanda por mais conteúdo

Ao mesmo tempo, estar mais em casa — sozinho ou companhia da família — abre margem para um maior consumo de conteúdo. Rotinas mais fluidas fazem com que as pessoas passem mais tempo online. Em função disso, empresas e marcas devem repensar suas estratégias de conteúdo para aproveitarem essa oportunidade positiva dentro do contexto de pandemia. Neste momento, um conteúdo de qualidade pode trazer melhores perspectivas.

Em outro texto da WE3, você conhece as estratégias que empresas e marcas podem utilizar diante desse novo comportamento do consumidor.