pixel facebook

Aplicativos Tag

Você é daqueles que adora ou detesta receber áudios no WhatsApp? A pergunta vem com base em comportamentos dos brasileiros ao utilizar essa rede social, que faz parte de nosso dia a dia. Em um levantamento feito pela Exame em parceria com a plataforma de serviços digitais MindMiners, 100% dos entrevistados dizem acessar o WhatsApp diariamente. Para se ter uma ideia, as porcentagens para outras redes sociais são menores: Youtube 88%, Facebook 86%, Instagram 83%. E essas seguidas pelas menos mencionadas: Twitter 37%, TikTok 28% e Linkedin 27%. No WhatsApp, muitas vezes, enviamos áudios quando não podemos digitar, para explicar assuntos mais complexos ou por simples preferência. Lançado em 2009, o aplicativo teve sua função áudio habilitada apenas em 2013. Mas essa função divide opiniões. Existem aqueles que adoram essa reprodução da comunicação oral e os que detestam ter que parar para ouvir a fala de alguém ao invés de simplesmente ler mensagens. Afinal, qual a etiqueta para WhatsApp entre os brasileiros? Vamos a alguns números que nos darão uma ideia sobre isso. Áudios do WhatsApp caíram no gosto da maioria dos brasileiros De acordo com a mesma pesquisa, de fato, áudios do WhatsApp caíram no gosto da maioria dos brasileiros. 56% dos...

Durante a pandemia, os consumidores passaram a utilizar aplicativos ainda mais. Para se ter uma ideia, só no primeiro trimestre de 2020, o tempo médio passado em apps teve um aumento de 20% em comparação ao mesmo período de 2019. As pessoas recorrem a eles procurando se manterem saudáveis, produtivas, informadas e conectadas. Assim, não há dúvidas de que aplicativos têm feito a diferença para que enfrentemos o dia a dia desta fase complicada. Aplicativos e uma nova estratégia Essa mudança de comportamento dos consumidores fez com que empresas e marcas adaptassem suas estratégias. Algumas vezes, até seus modelos de negócio. Tudo para que seus aplicativos fossem assertivos em entregar aquilo que os usuários estão precisando. E essas novas estratégias têm dado certo. Mais de 1 em cada 3 consumidores passou a usar uma nova empresa ou marca por conta da maneira inovadora ou solidária que ela respondeu à pandemia. Por isso, a forma como uma empresa ou marca se posiciona diante do cenário atual influencia muito na decisão de compra. Essa é uma variável importantíssima, já que neste momento lidamos com consumidores cada vez mais cuidadosos na hora de fechar negócio. Mais do que nunca, uma marca deve ser humana, solidária e...